Bem Vindo
Política

Prefeitura lança edital para criar o 3º hospital veterinário público de São Paulo

Novo hospital ficará na Zona Sul. Hospitais das zonas Leste e Norte não conseguem atender toda demanda da cidade.

30/09/2019 13h41Atualizado há 3 semanas
Por: Paloma Patrocínio
Fonte: PMSP
1.036
Pessoas aguardam para o atendimento de seus animais no Hospital Público Veterinário da Zona Leste de São Paulo — Foto: Marcelo Pereira/Prefeitura de São Paulo
Pessoas aguardam para o atendimento de seus animais no Hospital Público Veterinário da Zona Leste de São Paulo — Foto: Marcelo Pereira/Prefeitura de São Paulo

A Prefeitura de São Paulo anunciou nesta segunda-feira (30) o lançamento de um edital para a criação do terceiro hospital veterinário público na cidade, que deve realizar 60 mil novos atendimentos de animais por ano na Zona Sul.

O valor do repasse do termo de colaboração com a organização vencedora é de R$ 6,6 milhões para 12 meses. O contrato pode ser renovado por igual período por até 10 anos.

Atualmente, São Paulo conta com dois hospitais públicos que são administrados pela Associação Nacional de Clínicos Veterinários de Pequenos Animais (Anclipeva-SP) com repasse de verba mensal da Prefeitura de R$ 900 mil. Um deles fica na Zona Norte e outro na Zona Leste.

O contrato com a entidade, no entanto, encerrou no final de 2018. Em janeiro de 2019, um contrato emergencial foi elaborado com a Anclipeva para evitar a interrupção dos serviços. Em nota, a Coordenadoria de Saúde e Proteção ao Animal Doméstico afirma que o contrato emergencial venceu novamente em julho deste ano, mas foi prorrogado mais uma vez.

"Vale ressaltar que está em curso um chamamento público para estabelecer nova parceria, com previsão de conclusão até o final de dezembro deste ano", diz o órgão vinculado à Secretaria Municipal da Saúde.

No geral, as pessoas elogiam a qualidade do atendimento, mas reclamam da espera e da falta de vagas. Os donos dos animais acabam passando a noite na fila para conseguir uma senha.

Na unidade do bairro do Tatuapé, na Zona Leste, são distribuídas 70 senhas por dia. Também há uma cota para atendimento de casos de urgência, que são avaliados no momento da chegada. Muitas pessoas acabam saindo de outras regiões da cidade por não terem condições financeiras de pagar por uma consulta em clínicas particulares.

Segundo a gestão Bruno Covas (PSDB), o objetivo da inauguração do novo hospital é desafogar os hospitais já existentes e diminuir a espera pelo atendimento. O edital deve ser publicado no Diário Oficial da cidade nos próximos dias.

O serviço é exclusivo para os moradores da capital e prioriza pessoas de baixa renda assistidas por programas sociais. Os hospitais oferecem nove especialidades: clínica geral, oftalmologia, cardiologia, endocrinologia, dermatologia, neurologia, oncologia, ortopedia e odontologia.

 

Serviço

 

O responsável pelo animal deve apresentar RGCPF e comprovante de residência na cidade de São Paulo em seu nome.

Funcionamento: de segunda a sexta-feira, com retirada das senhas para atendimento das 6h às 10h.

 

  • Unidade Zona Norte: Av. General Ataliba Leonel, nº 3.194, Parada Inglesa
  • Unidade Zona Leste: Av. Salim Farah Maluf, esquina com Rua Ulisses Cruz, Tatuapé.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.