Bem Vindo
Editorial

Educação nunca foi despesa. Sempre foi investimento com retorno garantido

Educação nunca foi despesa. Sempre foi investimento com retorno garantido

25/07/2019 16h07Atualizado há 4 semanas
Por: Maria Vitória Freitas
862
Arthur Lewis
Arthur Lewis

O pedagogo e filósofo Paulo Freire foi uma personalidade de extrema relevância para que o cenário da educação e o método de ensino fosse muito além das tarefas triviais destinadas aos estudantes como aprender a ler e escrever, decorar tabuadas, responder a lista de exercícios, saber qual a capital de Pernambuco ou o que foi a Revolução Industrial. Além desses ensinamentos, Freire enxergava a educação como uma ferramenta de transformação social onde através dos estudos o oprimido encontra autonomia e liberdade para se posicionar social e politicamente no mundo. A metodologia de Freire e o seu ideal de transformar a sociedade através da educação parece cada vez mais distante no atual panorama brasileiro. Recentemente, o Presidente Jair Bolsonaro resolveu congelar cerca de R$5,7 bilhões do teto de gastos para a educação, o que compromete recursos básicos das universidades, bolsas de estudos, avanços em pesquisas científicas, o sonho daqueles que viam na educação um atalho para fugir do espiral da violência, do tráfico, das drogas e da massacrante rotina daqueles que não tem consciência de classe. Nosso país sofre de uma grave defasagem no que diz respeito aos estudos, de acordo com a pesquisa mais recente feita pelo IBGE em maio de 2018 cerca de 11,5 milhões de pessoas com mais de 15 anos são analfabetas e as maiores taxas dessa estatística se concentram nas regiões norte e nordeste. Não é por acaso que em um ranking de 70 países avaliados pelo PISA (Programa Internacional de Avaliação de Estudantes), o Brasil está na 59ª colocação no quesito leitura, não é por acaso que o poder executivo decidiu descentralizar os investimentos nos cursos de filosofia e sociologia, não é por acaso que o MEC teve bloqueios nos gastos com o ensino infantil até a pós-graduação, não é por acaso, é boicote ao livre pensar. A educação transforma, te dá poder para entender os mecanismos do sistema, te liberta para enxergar e traçar caminhos inimagináveis, a educação é uma jornada para revolucionar o que está posto, conhecer seus direitos, lutar pelos seus ideais e é exatamente disso que eles têm medo. A filosofia de Platão sobre como as correntes da ignorância aprisionavam aqueles que não tinham sido iluminados pela luz do conhecimento dialoga muito com o que acontece hoje, querem nos acorrentar ao senso comum, as ideias extremistas, a ignorância e a mediocridade, mas como foi proposto pelo filósofo Kant, iremos ousar saber e assim transformar pessoas que através da educação irão (re) significar a sociedade. “Educação não transforma o mundo. Educação muda as pessoas. Pessoas transformam o mundo.”

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.