Bem Vindo
Da Região

Morador do bairro do Colônia contasobre sua carreira como ator

Morador do bairro do Colônia contasobre sua carreira como ator

25/07/2019 15h24
Por: Redação
18
Por: Maria Vitória Freitas
 
Em um bairro pacato no extremo sul da capital, cheio de referências da cultura alemã e distante do agitado centro de São Paulo vive o ator Wuthiery de Araújo Maciel, 33 anos e conhecido no universo das artes cênicas como Thiery Maciel. Foi no clima de interior e na tranquilidade do Colônia que ele entrou para o mundo da dramaturgia no ano de 2001, quando sentiu necessidade de trabalhar a timidez e aprimorar a forma como se comunicava e com o empurrãozinho de três colegas de escola, que também eram atrizes, Thiery entrou para um grupo de teatro e a partir disso decidiu explorar as ferramentas e as possibilidades da profissão. Um ano depois de entrar para o grupo de teatro do bairro, o ator entrou em cena com seu primeiro trabalho, o Espetáculo Luamim, onde protagonizou e foi dirigido por premiados diretores como F.E. Kokocht e Gilda Vandembrande conhecidos por levantarem temáticas ligadas à cultura indígena em suas peças. Dentre todas as participações que já fez, o trabalho que mais o marcou foi o comercial intitulado “Descobrimento” do chocolate KitKat que mostra um break histórico que é o descobrimento do Brasil e ele interpretou um dos índios que já estavam no país antes dos portugueses chegarem. Como em toda profissão existem os ossos do ofício, trabalhando como ator Thiery elenca a instabilidade e a necessidade de sempre conciliar diversas atividades paralelas como algumas dificuldades na vida artística já que as leis de incentivo não cobrem todos os custos, “No meu caso ainda tem a questão de morar distante, o que complica um pouco em algumas ocasiões e projetos já que a maioria dos trabalhos são realizados a partir da região central da cidade, porém já estou acostumado e bem adaptado.”, acrescenta. Atualmente, está trabalhando como produtor no Espetáculo “Olhos Moles - Uma licença poética sobre Pagu” que estreou no 11º Mostra Sérgio Nunes de Artes Cênicas com direção de F.E Kokocht e também atua e filma como equipe de produção nos projetos de cinema “Sete cidades e uma vila inglesa” e “Manifesto Fílmico” ambos dirigidos por Diomédio Piskator. Além desses trabalhos, recentemente fez uma participação como o personagem Juruna na segunda temporada da série “Carcereiros” produzida pela rede Globo exibida nas noites de terça. Dentre as expectativas para o futuro, Thiery tem como objetivo solidificar seu trabalho como ator e Morador do bairro do Colônia conta sobre sua carreira como ator Thiery Maciel entrou para o universo da dramaturgia há 18 anos. Thiery ao centro com os colegas de profissão em sua primeira peça. Crédito: Arquivo pessoal. Thiery Maciel na sua participação como o personagem Juruna na segunda temporada da série “Carcereiros” exibida pela Globo. Crédito: Arquivo pessoal. produtor de conteúdo para o mercado audiovisual e publicitário. Para aqueles que buscam entrar para a carreira, o ator deixa algumas recomendações, como por exemplo, manter uma vida cultural ativa através de todas as vertentes artísticas, “existem uma série de atividades gratuitas disponíveis e acessíveis a todos em casas de cultura como a recém-inaugurada Casa de Cultura de Parelheiros.”, afirma. Para finalizar, ele cita uma frase do grande diretor russo Constantin Stanislavski que fundou o Teatro de Moscou e é uma grande influência no teatro mundial: “Se você estiver em busca de alguma coisa, não vá sentar- -se na praia à espera de que ela venha encontrá-lo. Você tem de procurá-la com toda a sua obstinação”.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.