Bem Vindo
Direito em Pauta

OVERBOOKING, ATRASOS DE VOOS E CANCELAMENTOS DE VIAGENS. VOCÊ JÁ TEVE QUE ENFRENTAR ALGUM DESSES PROBLEMAS?

OVERBOOKING, ATRASOS DE VOOS E CANCELAMENTOS DE VIAGENS. VOCÊ JÁ TEVE QUE ENFRENTAR ALGUM DESSES PROBLEMAS?

29/05/2017 17h35
Por: Pablo Walisson
14

 As viagens de avião têm se tornado cada vez mais comuns entre os brasileiros e, como consequência dessa democratização, diversos problemas também podem surgir ao longo do caminho. Mas não se desespere, pois, caso você tenha sido vítima de falhas nos serviços prestados pelas empresas aéreas, saiba que você tem direito ao ressarcimento e reparação dos danos sofridos.

 

Os infortúnios mais comuns sofridos pelos consumidores do setor são:

 

Overbooking: Uma expressão originária do idioma inglês, que significa venda da mesma passagem para duas ou mais pessoas. Tal situação gera ao consumidor grande constrangimento, pois quando ele chega para embarcar é, desagradavelmente, surpreendido com a presença de outra pessoa no assento por ele reservado.

 

Neste caso, a empresa é obrigada a acomodá-lo em outro voo imediatamente ou, em caso de espera para voo posterior, ainda deverá cobrir todos os gastos que você tiver dentro do aeroporto ou com hospedagem e alimentação. Além disso, você consumidor poderá pleitear na justiça indenização por eventual dano moral e material sofridos.

 

Atrasos de voos: Infelizmente, a realidade precária da malha aérea brasileira gera frequentes atrasos nos voos e, consequentemente, transtornos ao consumidor. Os atrasos são gerados por fatores diversos que vão desde as más condições climáticas, que impedem o deslocamento das aeronaves, até possíveis fechamentos temporários de aeroportos. Em tal situação, assim como no Overbooking, é passível de gerar indenização por danos materiais e morais.

 

Cancelamentos de viagens: Vários fatores podem causar o cancelamento de viagens aéreas. No entanto, o que importa a você, consumidor, é saber qual a responsabilidade das empresas quando ocorre semelhantes situações.

 

Em síntese, você tem o direito de exigir o seguinte: Provimento de refeições; Reacomodação em outro voo, ainda que seja em outra empresa; Disponibilidade de translado; Hospedagem e custeamento de demais despesas.

 

Portanto, para que a sua viagem não seja um tormento proveniente de ações ou omissão por parte da empresa aérea contratada, veja a seguir algumas dicas para se resguardar contra eventuais transtornos:

 

- Entre em contato com a empresa, um ou dois dias antes de sua viagem, a fim confirmar data e horário, pois há possibilidade de alterações;

-Caso conste alguma alteração na data e horário de seu voo, dirija-se imediatamente a um balcão da empresa e verifique de qual forma ocorrerá sua realocação em outro voo, sendo de suma importância que você peça a um funcionário da companhia lhe forneça todas as informações por escrito;

 

Por fim, quando for comprar sua passagem dê preferência às empresas que possuem mais fluxo de voos para seu destino, isso prevenirá uma eventual reacomodação em caso de infortúnios com seu voo.

 

Se após todas essas precauções ainda assim você tiver algum tipo de problema com seu voo que lhe traga prejuízos, procure seu advogado, pois, se comprovados, existe a possibilidade de requerer junto ao judiciário eventual indenização por danos morais e/ou materiais.

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários